O presente trabalho trata-se de uma pesquisa bibliográfica sobre artigos publicados em periódicos nacionais, no período de 2005 a 2011, que abordam a participação da CCIH em conjunto com a equipe assistencial na prevenção das infecções de partes moles em membros inferiores de pacientes diabéticos.

A população diabética no mundo está em franca expansão. Um novo caso de diabetes surge no mundo a cada 5 segundos e, um indivíduo diabético tem entre 15 e 40 vezes mais chance do que a população geral de submeter-se a uma amputação de membro inferior, sendo que, para pacientes que desenvolveram lesões infectadas e isquêmicas o risco pode ser 90 vezes maior comparado aos pacientes sem isquemia ou infecção. (MAGALHÃES e BOUSKELA, 2008) As infecções de partes moles podem ser tanto de origem comunitária como infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS).

Este trabalho aborda esta última. Foi analisada a produção científica disponível em periódicos nacionais indexados em bancos de dados BIREME, das fontes: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Scientific Electronic Library Online (SCIELO). Não foram encontrados artigos que abordassem o tema proposto. Buscar visibilidade e reconhecimento do trabalho da CCIH é um compromisso que deve ser assumido pelos profissionais de controle de infecção e, para isto, podemos contar com as estratégias de marketing, pois como afirma Fernandes (2000), a estratégia de marketing está fundamentada no fato de que a empresa cria valor ao atender as necessidades do cliente.

 

Autora: MARIA ROSÂNGELA DOS SANTOS BARBOSA.

 

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.