A atenção domiciliar em saúde representa uma modalidade de cuidado em expansão e com perspectivas de continuar a crescer enquanto alternativa à internação hospitalar, possibilitando a alta precoce e a manutenção dos cuidados no domicílio do paciente.

Sua expansão se dá, especialmente, através das transições demográfica e epidemiológica observadas na população mundial. Ao reconhecer que os eventos infecciosos podem ocorrer tanto na assistência à saúde intra-hospitalar como extrahospitalar, onerando o paciente e o sistema de saúde, a presente revisão bibliográfica buscou identificar a produção científica nacional acerca da inserção das atividades de controle de infecção em serviços de atenção domiciliar.

Foram encontrados três estudos, evidenciando a escassez de pesquisas nesta área e a necessidade de maior incentivo à divulgação das práticas correntes nos serviços de atenção domiciliar no Brasil, permitindo a construção de um corpo de conhecimentos consistente e que favoreça a melhoria contínua do cuidado prestado à esta população.

 

Autora: BRUNA TEIXEIRA D’AGOSTINI

 

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.