Introdução: A enfermeira do Centro de Material e Esterilização (CME) tem a responsabilidade em definir e validar os Protocolos Operacionais Padrão (POP) dos produtos para saúde (PPS) garantindo a segurança dos processos realizados.

Durante a elaboração dos POP, deve analisar não só a segurança, o desempenho, a efetividade, a conformidade, mas também o impacto do custo dos ciclos de esterilização. O ciclo de esterilização a baixa temperatura por Vapor/Plasma de Peróxido de Hidrogênio possui entre suas vantagens, processo rápido com liberação do material para uso imediato, sem risco de condensação. Justificada por essas vantagens, muitas vezes torna-se a primeira escolha de processamento para diversos produtos para saúde, até mesmo produtos cuja esterilização é viável por autoclave, método esse de menor custo. O cenário encontrado no CME em que o estudo foi desenvolvido era de grandes quantidades de ciclos realizados, além da subutilização do espaço da câmara do equipamento de esterilização por Vapor/Plasma de Peróxido de Hidrogênio.

Objetivo: Aplicação da metodologia Lean Healthcare num Centro de Material e Esterilização para otimização da esterilização de produtos para saúde termossensíveis por meio Vapor/Plasma de Peróxido de Hidrogênio. Método: Trata-se de um relato de experiência complementada por pesquisa teórica em referenciais de fontes variadas. O estudo foi desenvolvido após as enfermeiras envolvidas realizarem um curso de capacitação da metodologia Lean. A observação das rotinas realizadas no setor evidenciou a necessidade de avaliar o processo, verificando as possibilidades de mudanças e melhorias.

Desenvolvimento: O trabalho foi desenvolvido em 07 etapas: contextualização, condições iniciais, análise, metas, contra medidas propostas e plano de ação, resultados e acompanhamento. A utilização das ferramentas da metodologia Lean definiu as etapas do processo de esterilização que necessitavam de melhorias e auxiliou na avaliação dos dados obtidos para análise do desempenho.

Considerações: O desenvolvimento do estudo foi de grande importância para crescimento profissional das autoras em relação à gestão dos processos internos do Centro de Material e Esterilização. A introdução da metodologia Lean ajudou-as a padronizar o método de execução das melhorias no setor, identificando e definindo formas para analisar e acompanhar as atividades realizadas no Centro de Material e Esterilização, baseando-se em resultados mensuráveis para verificar o alcance das metas e melhorias. O desafio de atender um número de procedimentos cirúrgicos maior controlando custos, contudo garantindo a segurança e confiabilidade do serviço prestado é um dos maiores desafios para o CME.

 

Autoras: Adriana Leça Borges Huber e Ana Carolina Garcia de Souza