O cateter central de inserção periférica (PICC), com sua ação de permite reduzir a frequência de punções venosas e conseqüentemente minimizando procedimentos invasivos, ansiedades, desconforto do cliente reduzindo o desconforto do cliente, que não passará pelo estresse das múltiplas punções venosas.

O objetivo geral e levantar, de acordo com a literatura, a assistência de enfermagem ao paciente com PICC, baseado nos diagnósticos da NANDA e intervenções da NIC. Este trabalho de revisão de literatura através do estudo tem por objetivo mostrar como manter o dispositivo intravenoso (PICC) durante todo tratamento minimizando o número de punções venosas como também evitando infecções, orientando a manutenção diária para garantir uma resolutividade de melhor terapêutica e menor incidência de complicações.

Esta investigação permitirá contribuir para o sucesso desta pratica da manutenção diária garantindo uma melhor terapêutica reduzindo o risco de perda antes do término do tratamento com assistência de qualidade e segurança. Propor a padronização da assistência de enfermagem na manipulação e manutenção do PICC.

 

Autor: Renato Aparecido Leite de Almeida Junior