Este trabalho tem como objetivo identificar as causas que levam um paciente na Unidade Terapia Intensiva a adquirir a Insuficiência Renal Aguda.

Materiais e Método: estudo do tipo bibligráfico, exploratório e descritivo, com análise integrativa da literatura disponível em bibliotecas convencionais e virtuais Scielo e Bireme.

Resultados: Identificou-se três diferentes tipos de IRA, são elas: IRA Pre-renal; IRA-Renal (intrínseca ou estrututal) e a pós-renal, todas com suas características e particularidades compatíveis à doença, o que requer de forma minuciosa à atenção e assistência de enfermagem individualizada para cada ocorrência na UTI.

Conclusão: Este estudo possibilitou concluir que a enfermagem, por meio de seus cuidados, é uma equipe profissional essencial na manutenção da saúde dos pacientes em UTI e, buscar intervenções de enfermagem que auxiliem na prevenção, tratamento e cura da doença é de suma importância. Novas investigações e pesquisas se fazem necessárias para melhor atender ao paciente e família, além de ampliar os conhecimentos dos profissionais da enfermagem acerca do cuidado do paciente com IRA.

 

Autoras: JAQUELINE MARTINS e SIMARA NUNES SILVA