Introdução: A exposição aos riscos biológicos é vista como inerente aos profissionais da área da saúde pela razão de muitas vezes; tais profissionais estarem em contato direto com a assistência ao paciente, realizando procedimentos invasivos e não aderindo ao uso correto de EPI.

Objetivo: Identificar o histórico dos acidentes de trabalho envolvendo exposição ao material biológico descritos na literatura.

Metodologia: Trata-se de revisão bibliográfica, descritiva, com análise quantitativa dos dados buscando artigos em bases de dados como SciELO e LILACS com data de publicação entre 2010 e 2015 em língua portuguesa. Resultados: Ao término da busca totalizaram-se 84 artigos, porém, após a leitura dos resumos, foram selecionados apenas 13 (n=13) artigos para a confecção do presente estudo.

Discussão: Dos 13 artigos selecionados para o estudo, 11 (84,5%) referem que os auxiliares e técnicos de enfermagem são os profissionais que mais sofrem acidentes com materiais biológicos.

Conclusão: Através da revisão da literatura, conclui-se que os técnicos e auxiliares de enfermagem são os profissionais mais expostos aos acidentes com material biológico e houve prevalência do sexo feminino nos casos de profissionais acidentados.

 

Autora: ELENI SATOMI SUGUIMOTO