As infecções hospitalares constituem risco significativo à saúde dos usuários dos serviços de saúde, sendo necessário o uso medidas de controle para evitar sua disseminação.

Os hospitais e clinicas veterinárias enfrentam problemas relacionados a infecção hospitalar semelhantes aos encontrados nos serviços de saúde humana, demonstrando uma necessidade de elaboração de normas e medidas para padronizar procedimentos que podem ajudar os veterinários a implementar um programa de controle de infecção hospitalar adequado.

O presente trabalho tem por objetivo a adaptação das medidas e ações de controle de infecção hospitalar atribuídas à medicina humana para a realidade da medicina veterinária e orientar os profissionais da área de veterinária, elencando as melhores práticas clínicas e prestar assistência para tomada de decisão na prevenção de infecções e problemas de controle de doenças.

Conclui-se que para a prevenir e reduzir a incidência das infecções hospitalares é necessário adotar procedimentos de vigilância e controle. Durante a pesquisa não foram encontrados indicadores, nem a padronização da coleta de dados para infecção hospitalar em medicina veterinária, sendo estes de grande importância para promover a identificação e mensuração das infecções.

 

Autor: Juliane Dias Zanona