Introdução – O gerenciamento de resíduos deve ser implantado em qualquer estabelecimento que ofereça serviços de atenção á saúde com o objetivo de minimizar a produção e proporcionar aos resíduos gerados um encaminhamento seguro, de forma eficiente, visando à proteção dos funcionários, a preservação da saúde pública, dos recursos naturais e do meio ambiente.

Objetivo Geral -Descobrir qual o conhecimento da equipe de enfermagem do HIPP a respeito de resíduos em serviços de saúde em 2013.

Objetivos Específicos – Conhecer o perfil dos enfermeiros do HIPP; a classificação de alguns resíduos produzidos em ambiente hospitalar; Identificar se a equipe de enfermagem participa de capacitação a respeito dos RSS; Verificar quais os principais erros encontrados no manejo dos RSS; Verificar o conhecimento da equipe de enfermagem quanto a cor e símbolos utilizados para classificação dos RSS.

Materiais e Métodos – Realizou-se um estudo quantitativo descritivo; aplicou-se questionário contendo perguntas abertas e fechadas e a amostra conteve 30% dos enfermeiros e técnicos de enfermagem do HIPP.

Resultados – Dos sujeitos entrevistados a maioria é do sexo feminino de 20 a 46 anos, entre os técnicos em enfermagem há uma variação maior na idade, já entre os enfermeiros prevalecem a idade de 20 a 35 anos; a maioria dos profissionais da equipe de enfermagem possuem pouco tempo de trabalho no HIPP; com relação as cores das lixeiras os enfermeiros obtiveram acertos consideráveis enquanto os técnicos em enfermagem tiveram dificuldades para identificar a cor das lixeiras; no quesito símbolos dos RSS os enfermeiros obtiveram resultados inferiores aos técnicos em enfermagem aonde detectou-se que o nível de conhecimento dos RSS no geral é preocupante.

Conclusão: Um dos motivos para pouca informação sobre o assunto pode ser a inserção de novos funcionários na instituição dentre enfermeiros e técnicos em enfermagem, e verificamos que a maioria da equipe relata não ter realizado treinamento ou capacitação no que se refere ao manejo dos RSS. Conclui- se que os profissionais de enfermagem devem aproximar- se mais da temática ambiental propondo estratégias que implicam em uma conscientização e melhor qualidade de trabalho.

 

Autora: RENATA ALVES BANDEIRA