A Infecção Relacionada à Assistência à Saúde vem sendo um tema constante na vivência dos profissionais de saúde, pois representa fatores de complicação para evolução do paciente, sendo considerado um indicador de qualidade da assistência prestada.

Objetivou-se determinar a Densidade de Incidência de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (IRAS) e determinar a distribuição de IRAS por topografia de um Home Care do Municipio de Salvador, BA. Trata-se de um estudo epidemiológico, primário, observacional, de caráter descritivo, realizado em um Serviço de Atendimento Domiciliar, cuja população foi composta por todos os pacientes atendidos no período entre julho e dezembro de 2015.

A densidade de incidência global foi de 5,03 para mil pacientes-dia. O trato respiratório foi responsável por 34,04% das IRAS. Concluiu-se que o controle de infecção possui diversas lacunas que devem ser trabalhadas, principalmente, em cima de questões de qualidade, com uma equipe multiprofissional engajada e consciente de seu papel como controlador de infecção.

 

Autoras: DANIELE DO NASCIMENTO SILVA & MIRELLA DE HOLANDA VIANA & YASMIM CRISTINA FERREIRA DE ALMEIDA