Enterobactérias produtoras de ESBL em uroculturas de hospital municipal em Fortaleza.

Estudo mostra prevalência de enterobactérias produtoras de ESBL  em uroculturas de um hospital municipal de Fortaleza.

Infecções relacionadas à assistência à saúde representam uma ameaça para os pacientes hospitalizados no mundo todo. Sua incidência é maior nos países em desenvolvimento, onde os problemas com recursos humanos, conhecimentos técnicos e apoio laboratorial impedem as políticas de controle à infecção. O objetivo do nosso estudo foi determinar a frequência e o perfil de resistência de enterobactérias produtoras de beta-lactamase de espectro ampliado em uroculturas de pacientes de um hospital público.

Foi realizado um estudo observacional e retrosprospectivos dos resultados de exames de urinoculturas realizados no Laboratório de Microbiologia de um hospital municipal de Fortaleza-Ceará, no período de Janeiro a Dezembro de 2016. Os dados dos exames urinoculturas foram retirados dos arquivos do Sistema automatizado Observa®. A presença de beta-lactamase de espectro ampliado foi encontrada em 29,11 % das bactérias identificadas no estudo, sendo a espécie Escherichia coli a mais prevalente com 65,21% dos isolados.

 

Autoras: Ana Eclésia Moura Rodrigues, Maria do Socorro de Sena Andrade, Paula Raquel Barreto Russo, Paulo César Pereira de Sousa.

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.