Cresce cada dia mais as evidências de que o ambiente desempenha um papel importante na transmissão de infecções associadas assistência à saúde (IRAS) com isso, mais atenção está sendo focada nesse tema. Assim como as formas de melhorar todo o processo de limpeza para diminuir a propagação de infecções hospitalares no contexto dos cuidados de saúde.

Atualmente a abordagem do ambiente na disseminação de microrganismos causadores de infecções nos estabelecimentos de saúde é uma importante estratégia para o controle das IRAS por isso justifica o interesse em desenvolver uma revisão sobre o tema com o objetivo de Identificar na literatura artigos sobre a importância da limpeza e desinfecção de superfícies na prevenção de IRAS. Realizou-se uma revisão bibliográfica, realizada a partir das bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Banco de Dados em Enfermagem (BDENF), e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) bem como nas bases da Scientific Eletronic Library Online (SCIELO).

A partir das palavras-chave: Superfícies ambientais, contaminação ambiental, desinfecção, limpeza, transmissão, limpeza de saúde. A maioria dos estudos evidenciou a importância de criar e manter um programa de limpeza e desinfecção de sucesso, que deve incluir políticas e procedimentos escritos, escolha dos produtos adequados, seleção do método de aplicação dos produtos, a educação do pessoal, e o monitoramento dessas práticas, fornecendo feedback para o pessoal de serviço ambiental. Para sustentar um programa de sucesso é necessário um compromisso das lideranças para diminuir a propagação de infecções hospitalares da contaminação ambiental.

 

Autoras: BRUNA BONADIO AOKI e REGINA FERREIRA PAPA