Um dos maiores problemas de saúde pública no que tange à atenção hospitalar, no Brasil e no mundo, são as infecções hospitalares, definidas como geralmente causadas pelo adoecimento que desequilibra a flora bacteriana humana. Além disso, os próprios cuidados hospitalares concorrem para infecções a partir de procedimentos invasivos. Com isso, é bastante expressiva a quantidade de estudos que buscam analisar essa temática diante de tamanha complexidade.

Diante dos desafios propostos, a ANVISA, no que tocante à problemática do Controle de Infecção Hospital, aborda a perspectiva da segurança em saúde do paciente, inaugurando uma nova perspectiva de pesquisa que inspirou diversos estudos. Diante do exposto, o principal objetivo foi conhecer os estudos realizados em âmbito nacional, nos últimos cinco anos, acerca das infecções hospitalares enfocando, sobretudo, o controle e a segurança do paciente.

Realizou-se uma revisão bibliográfica sistemática das publicações acadêmicas brasileiras dos anos de 2008 a 2012 utilizando o Banco de Teses da CAPES. Para análise das setenta e três obras selecionadas foram propostas quatro categorias analíticas. E síntese, o perfil dos trabalhos selecionados foi de dissertações de mestrado elaboradas por enfermeiros e médicos, principalmente nos anos de 2011 e 2012, em dezessete estados das cinco regiões brasileiras, com predominância nos estados das regiões Sudeste e Sul.

Tangenciaram a temática acerca da epidemiologia das infecções hospitalares; o papel dos trabalhadores em saúde; o controle de infecções e segurança do paciente; e, inovações. Como conclusão, enfatizou-se a necessidade de mais estudos priorizando estados e regiões brasileiras cujas informações são escassas ou inexistentes.

 

Autoras: HIGIA MARIA VILASBOAS ALVES SCHETTINI e MARILENE SOARES DA SILVA BELMONTE

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.