Introdução: A resistência bacteriana é a capacidade das bactérias multiplicarem-se na presença de concentrações de antibióticos mais altos que as contidas em doses ministradas aos pacientes.

Objetivo: O presente trabalho objetivou avaliar a percepção dos médicos sobre a resistência microbiana ao uso de antimicrobianos.

Método: a pesquisa foi realizada através de uma revisão integrativa de literatura onde foram utilizados periódicos publicados no período de 2006 a 2016. Resultados e Análise: muitos médicos acreditam que o problema da resistência bacteriana seja solucionado com a descoberta de novas drogas, sendo para estes, a utilização de antibióticos cada vez mais potentes a forma mais prática de conter seu avanço.

Conclusão: a ocorrência de resistência bacteriana está ligada ao uso indiscriminado de antibióticos, sobretudo os de amplo espectro. Portanto, há a necessidade de uma maior conscientização da classe médica frente a essa problemática, através de medidas que promovam uma educação permanente acerca desse fenômeno.

 

Autoras: CLAUDIA MAEKAWA MARUYAMA e DENISE LIE MOLINA GROSSI