A infecção do trato urinário (ITU) é uma das infecções hospitalares mais frequentes quando associada ao uso do cateter vesical de demora e observa-se um alto risco de se adquirir esta infecção mediante o uso prolongado deste cateter.

Estudos demonstraram que existem ainda diversos fatores de risco que contribuem para que a ITU seja instalada. O objetivo principal deste estudo busca evidenciar qual o papel do profissional enfermeiro, em relação à instalação e manutenção do cateter vesical de demora e suas relações com os fatores que favorecem o aparecimento da ITU para que seja prestada a melhor assistência por parte dos profissionais de enfermagem. Foi elaborado um estudo de abordagem qualitativa, de caráter descritivo explicativo, por meio de revisão bibliográfica sistematizada sobre publicações nacionais em periódicos com análise dos fatores de risco para ITU e complicações na clientela usuária do procedimento de cateterismo vesical de demora.

Nota-se por meio desta revisão, que os fatores de risco para ITU são determinantes para seu desencadeamento e em sua maioria não são previníveis, comparado com os outros fatores, o uso do cateter vesical de demora é o que mais se aproxima da prevenção. Neste artigo apresentaremos estas ações.

Autor: Virgínia Fernanda Romano dos Santos