Descreve-se surto por Klebsiella pneumoniae produtora de carbapenemase e resistente à colistina, em uma unidade de terapia intensiva pediátrica, envolvendo crianças de 7 meses a 8 anos de idade. São apresentadas as características dos seis pacientes envolvidos, destacando-se a presença de dispositivos invasivos e uso prévio de antimicrobianos de amplo espectro em todos eles.

A evolução cronológica é apresentada desde a identificação do caso índice até o controle do surto. São enumeradas as medidas de controle adotadas, apontando-se para a importância, entre outras, do estabelecimento de precauções de contato e reforço à higienização das mãos.

Por fim, detalha-se a ampliação de medidas de controle de infecções hospitalares, após o surto na unidade.

 

Autores: Débora Camargo Holanda Puccini e Pedro Fiorini Puccini

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.