Inscreva-se já.

O prontuário do paciente a cada dia vem se firmando legalmente como ferramenta importante na avaliação da qualidade da assistência prestada aos clientes no hospital, fornecendo informações vitais para processos avaliativos contínuos da assistência implementada.

O cumprimento das funções de controle de infecção hospitalar depende da disponibilidade de informações que sirvam para subsidiar o desencadeamento de ações – informação para a ação. A qualidade da informação, por sua vez, depende do adequado registro em prontuário.

O presente trabalho tem por objetivo geral, analisar a importância do registro de enfermagem para fornecer dados que vigiem as infecções e, por objetivos específicos, conhecer dentre as atividades desenvolvidas pelas Comissões de Controle da Infecção Hospitalar – a coleta de dados e a participação do enfermeiro, bem como identificar as principais dificuldades dos enfermeiros em fazer o registro fidedigno dos cuidados realizados. Trata-se de um estudo bibliográfico de natureza descritiva e exploratória.

Foi possível concluir que a prática de anotação de enfermagem é de extrema importância para a vigilância ativa dos casos de infecção durante a internação hospitalar. É também nesse nível que os dados devem primariamente ser tratados e estruturados, para que então venham a se transformar em informação, que assim passa a ser um relevante instrumento, com capacidade para estabelecer um processo dinâmico de planejamento, avaliação, manutenção e aprimoramento das ações.

 

Autoras: VANESSA TEREZINHA DA CUNHA e VANILDA SOUZA SALES NETA

 



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express