Inscreva-se já.

A pandemia de COVID-19 interrompeu os serviços essenciais de saúde na maioria dos países e territórios da América Latina e do Caribe, ameaçando a imunização de crianças e a atenção a mulheres grávidas e pessoas com doenças crônicas, alertou nesta quarta-feira (28) a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne.

“Chamamos os países a garantirem que suas respostas à COVID-19 não deixem outros serviços de saúde essenciais, como imunização de rotina, para trás”, afirmou Etienne na coletiva de imprensa semanal da OPAS. “Esses serviços não são opcionais”, disse, ressaltando que a OPAS está ajudando os países a “ajustar e repensar como os cuidados essenciais são prestados no primeiro nível de atenção”.

A diretora da OPAS informou que mais de 300 mil crianças, principalmente no México e no Brasil, perderam suas imunizações de rotina, “deixando-as vulneráveis a infecções fatais, porém preveníveis”.

“A cobertura da primeira dose de vacinas contra o sarampo caiu 10% em oito países nas Américas – incluindo Venezuela, Panamá e Brasil – e até 20% no Suriname”, disse Etienne. “Se não revertermos essas tendências, corremos o risco de uma avalanche de agravamento dos problemas de saúde.”

https://www.paho.org/pt/noticias/28-7-2021-america-latina-e-caribe-enfrentarao-avalanche-agravamento-dos-problemas-saude-se

Elaborado por Laura Czekster Anthochevis

Contatos: [email protected] ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express