Inscreva-se já.

O que já se sabe sobre esse assunto?

A variante B.1.1.529 do SARS-CoV-2 (Omicron), relatada pela primeira vez à OMS em 24 de novembro de 2021, foi designada uma variante de preocupação. Mutações no Omicron podem aumentar a transmissibilidade, conferir resistência à terapêutica ou escapar parcialmente da imunidade induzida por infecção ou vacina.

O que é adicionado por este relatório?

Durante 1–8 de dezembro de 2021, 22 estados dos EUA relataram pelo menos um caso COVID-19 atribuído à variante Omicron. Entre 43 casos com acompanhamento inicial, uma hospitalização e nenhum óbito foram relatados no país.

Quais são as implicações para a prática de saúde pública?

A implementação de estratégias de prevenção simultâneas, incluindo vacinação, mascaramento, melhoria da ventilação, teste, quarentena e isolamento são recomendados para retardar a transmissão de SARS-CoV-2, incluindo variantes como Omicron, para proteger contra doenças graves e morte por COVID-19.

https://www.cdc.gov/mmwr/volumes/70/wr/mm7050e1.htm?s_cid=mm7050e1_x

Editado por Laura Czekster Antochevis

Contatos: [email protected] ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express