Inscreva-se já.

A realização de culturas de vigilância nas instituições de saúde, para identificação de pacientes colonizados com bactérias multirresistentes, ainda divide opiniões. Fazer ou não fazer? O que procurar? Quando e em quais pacientes? A professora e infectologista Ana Helena Germoglio estará conosco para discutir essas questões. Moderação com Tadeu Fernandes. #culturasdevigilância #multiresistentes #precauçõesdecontato #eusouccih

Prinipais tópicos:
03:00 Quais as indicações e objetivos para se fazer cultura de vigilância nos pacientes?
09:00 Quais mecanismos de resistência ou microrganismos devemos monitorar?
13:00 Existem métodos laboratoriais específicos para realizar essas culturas?
15:00 hemocultura com multiR necessita colocar paciente em precaução?
17:00 e quando a bactéria apresenta resistência à carbapenem?
19:00 o que define um microrganismo ser endêmico na instituição?
20:00 Os resultados dessas culturas devem ser enviados para toda equipe ou serem de uso exclusivo da CCIH? Como fazer a equipe resistir à tentação de tratar culturas positivas?
24:00 Existe algum critério para se monitorar o desenvolvimento de resistência microbiana em pacientes internados por longo período ou em CTI?
26:00 De quais locais devem ser solicitadas as culturas?
29:00 Qual a sensibilidade e especificidade dessas culturas?
30:00 Qual a importância das culturas de vigilância para controle da disseminação de multirresistentes? Como deve ser controlada a disseminação desses agentes? Corte, precauções de contato, desinfecção ambiental ou o que mais pode ser feito?
33:00 quais são os pontos críticos para o emprego das precauções padrão?
35:00 quando necessito confirmar o resultado com duas hemoculturas?
43:00 como e quando devo avaliar a eficácia da minha política de culturas de vigilância e como me integrar com o laboratório de microbiologia?
47:00 qual a periodicidade das culturas de vigilância?
53:00 bactérias com alta resistência na comunidade preciso isolar no hospital?
54:00 culturas de vigilância em hemodiálise
56:00 quando devo descolonizar o paciente?
58:00 de quais topografias devo coletar swabs?
59:00 afinal, culturas de vigilância são custo x benefício?
1:00:00 em pacientes com precaução de contato seus acompanhantes devem se paramentar com EPI?
1:04:00 importância dos pacientes e familiares lembrarem os profissionais de saúde da importância da higiene das mãos
1:06:00 principais reflexos da pandemia no desenvolvimento da multiR?
1:07:00 quanto tempo os pacientes ficam colonizados após a alta e o que fazer numa reinternação?
1:10:00 se cepa é endêmica, devo isolar os pacientes não colonizados?
1:14:00 devo fazer culturas de vigilância na assistência domiciliar?
1:15:00 o que fazer com pacientes oriundos de outras instituições?
1:20:00 Afinal as culturas de vigilância são fundamentais para o controle da resistência microbiana? O que mais deve ser feito?



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express