Inscreva-se já.

A Educação Permanente em saúde vem para aprimorar os métodos educacionais, tendo o processo de trabalho como seu objeto de transformação, com o intuito de melhorar a qualidade dos serviços, visando alcançar equidade no cuidado e tornando-os mais acessíveis às populações. Para conseguir atingir estas metas, a Educação Permanente parte da reflexão sobre a realidade do serviço e quais são as necessidades existentes, para então formular estratégias que ajudem a solucionar os problemas.

Esta pesquisa foi desenvolvida com o intuito de analisar os conceitos e as estruturas metodológicas de estudos sobre Educação Permanente em Saúde relacionada ao Controle de Infecção Hospitalar. Este estudo se constituiu em uma pesquisa exploratório-descritiva, em base documental, de natureza qualitativa, baseada nos pressupostos da revisão integrativa de literatura. Foram selecionados oito artigos que compuseram o universo deste estudo através da busca em bases de dados online.

O reduzido número de publicações sobre o assunto nos faz perceber o quanto este tema é sub discutido e explorado pelos profissionais. Das metodologias utilizadas, verifica-se que existem trabalhos que desenvolvem atividades educativas em sintonia com a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde, mas ainda encontra-se uma quantidade significativa de trabalhos que estão muito distantes das recomendações dos órgãos governamentais.

Estes resultados devem instigar os profissionais a refletirem sobre seu trabalho e a se tornarem seres autocríticos, que estão em constante procura pelo aperfeiçoamento de suas práticas.

 

Autora: ALINE MASSAROLI

 



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express