Promoção Juho Azul Celeste - Inscrição por apenas R$ 50,00 e mensalidades por apenas R$ 250,00

Participem da campanha, incluindo em suas redes sociais #amamoscontroladoresdeinfecção Vamos valorizar a importância fundamental que a própria OMS dá aos controladores de infecção por suas ações de prevenção e controle das infecções hospitalares; elaborando e divulgando medidas que previnem contaminação dos profissionais de saúde, que se estendem à toda comunidade; controle da resistência microbiana, orientando o uso adequado de antibióticos; colaborando com a notificação às autoridades sanitárias dos casos Covid e de outras doenças epidêmicas. Já estão sendo veiculadas na mídia várias propagandas de locais públicos que reabrem com consultoria para controle de contaminação, ampliando o mercado de trabalho para quem é especialista na área. Por tudo isso, vamos comemorar muito o dia 12, dia do enfermeiro, e o dia 15, dia nacional do controle de infecções.

Programação da TV CCIH de 10 a 15 de maio

O congresso brasileiro de controle de infecção e epidemiologia hospitalar ocorrerá entre os dias 13 e 15 de maio, formato on-line (AINDA HÁ VAGAS!), portanto nossa programação vai até quarta-feira. Nossas atividades desta semana são de acesso livre e ficam gravadas em nosso canal, para quem não puder acompanhar ao vivo.

Dia 10/05. 20 h. Encontro com professores. Desafios atuais para limpeza de Produtos Para Saúde.

  • Recebemos a professora Kazuko Graziano para conversar sobre os desafios atuais para limpeza dos Produtos Para Saúde, etapa cada vez mais valorizada e fundamental no processamento seguro destes materiais
  • Link: https://youtu.be/huheqK5bE7w

Dia 11/05. 20 h. SuperAção. Biossegurança em odontologia.

  • Realizamos o lançamento do livro Biossegurança em Odontologia, que teve como editor o nosso conhecido dentista Fabio Barbosa de Souza, bastante ativo nas lives que fizemos sobre odontologia. Também teremos as participações de Maria Claudia Vieira Guimarães e Wanessa Bellissimo. Moderação Beatriz Grion e Filipe Prohaska
  • Link: https://youtu.be/oTvNHridrLk

Dia 12/05. 20 h. Encontro com professores. Culturas de vigilância, investigação de surtos e avanços em microbiologia.

  • Conversamos com nossa professora Lucienne França sobre o crescente papel da microbiologia para o controle de infecção, particularmente identificação de portadores; fontes de surtos e como o avanço tecnológico pode ajudar no diagnóstico etiológico, na prevenção e no tratamento das infecções.
  • Link: https://youtu.be/NzD0xtJWmVQ

ANVISA alerta sobre risco de erros na vacinação

Anvisa publicou um alerta aos profissionais de saúde com o objetivo de chamar atenção para as diferenças entre as recomendações de armazenamento, preparo, dose e administração das vacinas contra a Covid-19, o que pode aumentar o risco de erros no processo de vacinação.

O alerta publicado pela Anvisa traz um quadro com as principais diferenças para o uso das três vacinas em uso no Brasil atualmente. Contém, ainda, recomendações para minimização dos riscos, tais como treinamento dos profissionais de saúde, dupla-checagem entre eles durante o preparo e a administração da vacina, além da participação ativa do cidadão no processo de vacinação.

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/anvisa-alerta-sobre-risco-de-erros-na-vacinacao

Covid-19: nota orienta sobre armazenamento de vacinas

Anvisa divulgou orientações sobre o uso de equipamentos de conservação de sangue e de hemocomponentes da rede de serviços de hemoterapia (SHs) para o armazenamento de vacinas contra Covid-19 em temperaturas muito baixas (-20°C ou menos). O conteúdo está disponível na Nota Técnica 36/2021, publicada nesta terça-feira (4/5).

O objetivo é orientar sobre como a rede pode contribuir, de forma contingencial, no apoio logístico e de distribuição regional de vacinas usadas no enfrentamento à pandemia provocada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), preservando processos de gestão de riscos e de manutenção da qualidade do sangue e de hemocomponentes.

Dentre as orientações, destaca-se que os equipamentos disponíveis nos SHs devem atender, prioritariamente, a necessidade de armazenamento e de conservação de sangue, hemocomponentes e hemoderivados, bem como de insumos críticos, de forma a garantir a assistência hemoterápica da sua área de abrangência.

Outra recomendação é que sejam reavaliadas as condições previamente validadas para armazenamento dos hemocomponentes, de forma a não comprometer nem a conservação dos produtos e insumos hemoterápicos e nem a dos imunizantes.

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/covid-19-nota-orienta-sobre-armazenamento-de-vacinas

Independiente: Anvisa autua clube por descumprir medidas de isolamento social

Anvisa autuou, na noite desta terça-feira (4/5), todos os 36 integrantes da equipe argentina do Independiente que permaneceram em território brasileiro para a partida contra o Bahia, pela Copa Sul-Americana. Os autos de infração foram lavrados em virtude do descumprimento da medida de isolamento determinada pela Agência, o que caracteriza infração sanitária, de acordo com o ordenamento jurídico brasileiro.

Os onze membros da delegação que haviam sido barrados no desembarque em Salvador por terem apresentado teste positivo para Covid-19 em coleta realizada no dia 1º/5 retornaram para a Argentina após sua retenção numa área restrita do aeroporto. A proibição da entrada desses viajantes no Brasil atendeu ao disposto na Portaria 652/2021. A norma condiciona a entrada de estrangeiros no país por via aérea à apresentação, para a companhia responsável pelo voo, de documento comprovando resultado negativo ou não reagente em teste laboratorial de Covid-19 realizado dentro de 72 horas antes do embarque.

Descumprimento da medida de isolamento

A Anvisa determinou o isolamento para os demais 36 membros da delegação, além dos tripulantes da aeronave, tendo em vista que tiveram contato próximo com casos positivos. Eles foram hospedados na rede hoteleira de Salvador.

Esses viajantes tiveram autorização condicional para permanência por três dias no Brasil, conforme informações da Polícia Federal (PF) do estado da Bahia. A PF determinou a adoção das medidas sanitárias previstas na Portaria 356/2020 do Ministério da Saúde, que orienta que contatos de casos positivos devem permanecer em autoisolamento por 14 dias, período que pode ser prorrogado pelo mesmo prazo.

O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) do município de Salvador informou que se dirigiu ao hotel para prestar esclarecimentos sobre o isolamento, tendo em vista sua competência de atuação local.

O isolamento, porém, não foi obedecido. A equipe dirigiu-se ao Estádio Metropolitano Roberto Santos (Pituaçu), a fim de realizar a partida contra o Esporte Clube Bahia.

A Anvisa, então, entrou em contato com a Polícia Federal no aeroporto de Salvador para alertar sobre o descumprimento do isolamento. Servidores da Agência, ao mesmo tempo, foram até o Estádio do Pituaçu, onde aguardaram a atuação policial, mas a equipe da PF não compareceu ao local até o encerramento da partida.

Os fiscais da Anvisa, assim, dirigiram-se ao aeroporto, na expectativa do retorno da equipe do Independiente, onde lavraram os autos de infração para todos os envolvidos, que seguiram viagem com destino à Argentina.

Os autos de infração são fundamentados na Lei 6.437/77, que configura as infrações à legislação sanitária federal e estabelece as sanções respectivas. De acordo com a lei, o descumprimento dos atos emanados das autoridades sanitárias competentes visando a aplicação da legislação pertinente configura uma infração sanitária.

Todos os infratores responderão, naquilo que compete à Anvisa, por processo administrativo sanitário. Os autuados estão sujeitos a penas como multas a partir de R$ 2 mil. Todos foram notificados do prazo de 15 dias para apresentar a defesa, se assim desejarem.

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/independiente-anvisa-autua-equipe-por-descumprir-medidas-de-isolamento-social

Higiene das mãos: segundos que salvam vidas

Dia 05 de maio é o Dia Mundial de Higienização das Mãos, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para lembrar e enfatizar a importância da higienização das mãos como forma de prevenção e de enfrentamento à Covid-19 e outras doenças. Essa prática é essencial em serviços de saúde, prevenindo também infecções relacionadas à assistência à saúde (Iras) em pacientes e a propagação da resistência microbiana aos antimicrobianos.

Para marcar a data, a OMS lançou a campanha “Salve vidas: higienize suas mãos”, apoiada no tema “Segundos que salvam vidas – higienize suas mãos!”. A ação conta com o apoio da Anvisa e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). Em 2021, a ação visa estimular a adoção de boas práticas de higienização pelos profissionais que atuam em serviços de saúde.

De acordo com a Anvisa, um requisito fundamental para a implementação efetiva da ação de higiene das mãos nos pontos de assistência/tratamento é a mudança de sistema no próprio serviço de saúde, de forma a proporcionar uma infraestrutura apropriada nas unidades e o fornecimento de insumos naqueles pontos. Os insumos incluem preparação alcoólica para fricção antisséptica das mãos, sabonete líquido e água, além de papel-toalha descartável.

Ressalta-se que o fornecimento confiável e ininterrupto de insumos de boa qualidade nos pontos de assistência/tratamento permite aos profissionais da assistência prontamente higienizar as mãos nos cinco momentos necessários (antes de tocar o paciente; antes da realização de procedimentos limpos/assépticos; após risco de exposição a fluidos corporais; após tocar o paciente; e após contato com objetos e áreas próximas ao paciente).

Cabe lembrar, ainda, que a higiene com preparação alcoólica é o método preferido de higienização das mãos por profissionais que atuam em serviços de saúde, pela facilidade de acesso ao produto no ponto de assistência/tratamento e também porque reduz microrganismos rapidamente (dentro de 20 a 30 segundos), além de ser bem tolerado pela pele. Essas vantagens podem ajudar a superar as barreiras que impedem o cumprimento da higiene das mãos nesses serviços.

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/higiene-das-maos-segundos-que-salvam-vidas

Hospitalizações e mortes entre jovens por COVID-19 disparam, afirma diretora da OPAS

As hospitalizações e mortes entre jovens estão aumentando à medida que a pandemia de COVID-19 se acelera nas Américas, afirmou Carissa F. Etienne, diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

“Adultos de todas as idades – incluindo jovens – estão ficando gravemente doentes. Muitos deles estão morrendo”, disse Etienne durante a coletiva de imprensa da OPAS nesta quarta-feira (5).

“No Brasil, as taxas de mortalidade dobraram entre os menores de 39 anos, quadruplicaram entre os de 40 anos e triplicaram entre os de 50 anos entre dezembro de 2020 e março de 2021”, continuou Etienne. “Isso é trágico e as consequências são terríveis para nossas famílias, nossas sociedades e nosso futuro.”

A diretora da OPAS enfatizou que as taxas de hospitalização entre pessoas com menos de 39 anos aumentaram mais de 70% no Chile durante os últimos meses. No Brasil, as hospitalizações foram maiores entre pessoas na faixa dos 40 anos. “Em algumas áreas dos EUA, mais pessoas na faixa dos 20 anos estão sendo hospitalizadas por COVID-19 do que pessoas na faixa dos 70”, complementou Etienne.

“Durante grande parte da pandemia, nossos hospitais estiveram lotados de pacientes idosos com COVID-19, muitos dos quais tinham condições pré-existentes que os tornavam mais suscetíveis à doença grave”, observou a diretora da OPAS. “Mas olhem para as unidades de terapia intensiva em nossa região hoje. Vocês verão que estão cheias não apenas de pacientes idosos, mas também de pessoas mais jovens.”

Jovens saudáveis têm maior probabilidade de sobreviver, mas, se infectados, eles podem permanecer em hospitais por semanas. Como resultado, os países devem estar preparados para o aumento da demanda hospitalar.

https://www.paho.org/pt/noticias/5-5-2021-hospitalizacoes-e-mortes-entre-jovens-por-covid-19-disparam-afirma-diretora-da

CDC. Teste de antígeno para triagem em locais de trabalho fora da área de saúde

Os testes de antígenos são uma ferramenta eficaz para ajudar os empregadores a prevenir a propagação do COVID-19 no local de trabalho. Os testes de antígeno, quando usados para triagem de funcionários em locais de trabalho não relacionados à saúde, podem detectar a infecção atual antes que o funcionário entre ou retorne ao local de trabalho. Os testes de antígeno são:

  • Fáceis de aplicar
  • Rápidos para retornar resultados
  • Baixo custo

Os testes de antígeno são especialmente úteis para a triagem porque podem identificar o colaborador:

  • Com COVID-19, mas que não apresenta sinais ou sintomas e nenhuma exposição conhecida ao COVID-19
  • Que correm maior risco de exposição ao COVID-19, como viajantes a negócios e aqueles que trabalham em espaços internos lotados

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/community/workplaces-businesses/antigen-testing.html

OMS e Alemanha lançam novo hub global para inteligência pandêmica e epidêmica

O Centro da OMS para Pandemia e Inteligência Epidêmica será uma plataforma global para inteligência de pandemia e epidemia, criando acesso compartilhado e em rede a dados multissetoriais vitais, impulsionando inovações na análise de dados para prever, prevenir, detectar, preparar e responder às ameaças à saúde em todo o mundo.

O Centro da OMS será uma nova colaboração global de países e parceiros em todo o mundo, impulsionando inovações para aumentar a disponibilidade e vinculação de diversos dados; desenvolver ferramentas e modelos preditivos para análise de risco; e monitorar medidas de controle de doenças e infodemias.

O Centro da OMS permitirá que parceiros de todo o mundo colaborem e co-criem as ferramentas e o acesso aos dados de que todos os países precisam para se preparar, detectar e responder aos riscos de pandemia e epidemia.

https://www.who.int/news/item/05-05-2021-who-germany-launch-new-global-hub-for-pandemic-and-epidemic-intelligence

Elaborado por Laura Czekster Anthochevis

Contatos: [email protected] ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104

 



Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.