Inscreva-se já.

Liderado pela Universidade de Oxford, a PRINCIPLE está investigando tratamentos para pessoas com maior risco de doenças graves do COVID-19 que podem acelerar a recuperação, reduzir a gravidade dos sintomas e prevenir a necessidade de internação hospitalar. O estudo recrutou até agora mais de 5.000 voluntários de todo o Reino Unido.

Com propriedades antivirais conhecidas, a ivermectina tem sido demonstrada para reduzir a replicação SARS-CoV-2 em estudos laboratoriais. Pequenos estudos piloto mostram que a administração precoce com ivermectina pode reduzir a carga viral e a duração dos sintomas em alguns pacientes com COVID-19 leve. Embora a ivermectina seja usada rotineiramente em alguns países para tratar o COVID-19, há poucas evidências de ensaios controlados randomizados em larga escala para demonstrar que pode acelerar a recuperação da doença ou reduzir a internação hospitalar.

O professor Chris Butler, do Departamento de Ciências da Saúde da Atenção Primária da Universidade de Oxford, pesquisador-chefe conjunto do estudo PRINCIPLE, disse: “A ivermectina está prontamente disponível globalmente, tem sido amplamente utilizada para muitas outras condições infecciosas, por isso é um medicamento bem conhecido com um bom perfil de segurança, e devido aos primeiros resultados promissores em alguns estudos já está sendo amplamente utilizado para tratar o COVID-19 em vários países. Ao incluir a ivermectina em um estudo em larga escala como o PRINCIPLE, esperamos gerar evidências robustas para determinar o quão eficaz é o tratamento contra o COVID-19, e se há benefícios ou danos associados ao seu uso.”

Após um questionário de triagem para confirmar a elegibilidade, os participantes inscritos no estudo serão aleatoriamente designados para receber um curso de três dias de tratamento de ivermectina oral. Eles serão acompanhados por 28 dias e serão comparados com os participantes que foram designados para receber o padrão habitual de atendimento do NHS apenas. Pessoas de 18 a 64 anos com certas condições de saúde subjacentes ou falta de ar a partir de COVID-19, ou maiores de 65 anos, são elegíveis para participar do teste nos primeiros 14 dias após experimentarem sintomas COVID-19 ou receberem um teste positivo. Pessoas com doença hepática grave, que estão sob a varfarina de medicação para diluir o sangue, ou tomando outros tratamentos conhecidos por interagir com a ivermectina, serão excluídas.

O teste pode ser acompanhado facilmente de qualquer lugar do Reino Unido, seja on-line, por telefone sem a necessidade de visitas presenciais com a equipe de testes em Oxford. O PRINCIPLE é financiado por uma bolsa para a Universidade de Oxford da Uk Research and Innovation e para o Departamento de Saúde e Assistência Social através do National Institute for Health Research como parte do fundo de resposta à pesquisa rápida do Governo do Reino Unido.

Link: http://www.principletrial.org/

Elaborado por: Antonio Tadeu Fernandes



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express